Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No Labirintto Z

"Este labirinto [ruas indefinidas] de linhas retas, não de complexidade, aonde o leva o tempo de um homem cuja verdadeira vida está longe." (Jorge Luis Borges)

No Labirintto Z

"Este labirinto [ruas indefinidas] de linhas retas, não de complexidade, aonde o leva o tempo de um homem cuja verdadeira vida está longe." (Jorge Luis Borges)

Apresentação

11.04.05, Zana
Aqui está a minha vida- esta areia tão clara
com desenhos de andar dedicados ao vento.

Aqui em minha voz- esta concha vazia,
sombra de som curtindo o seu próprio lamento.

Aqui está a minha dor- este coral quebrado,
sobrevivendo ao seu patético momento.

Aqui está a minha herança- este mar solitário,
que de um lado era amor e, do outro, esquecimento.

Cecília Meireles

Alberto Caieiro

11.04.05, Zana
Poemas Inconjuntos". Poemas Completos de Alberto Caeiro.

Tu não me tiraste a Natureza...
Tu mudaste a Natureza...
Trouxeste-me a Natureza para o pé de mim,
Por tu existires, vejo-a melhor, mas a mesma,
Por tu me amares, amo-a do mesmo modo, mas mais,
Por tu me escolheres para te ter e te amar,
Os meus olhos fitaram-na mais demoradamente
Sobre todas as coisas.
Não me arrependo do que fui outrora
Porque ainda o sou.